Ana


Por mais do que uma vez que, perante a pergunta desconcertante “o que é que fazes?”, gaguejei e enrolei o discurso, sem conseguir responder com precisão, deixando talvez a impressão de na realidade fazer nada.

Aparte estas pressões sociais, a verdade é que provavelmente faço demasiadas coisas diferentes, tornando difícil um esclarecimento minimamente conciso e estruturado, em última análise, até para mim mesma.

Serve então este espaço como uma espécie de base de dados, em que reúno todas as áreas pelas quais me desdobro e me interesso, organizando projectos e trabalhos e facilitando também a tarefa de quem faz a temida pergunta com sinceridade.






Sobre


Nasceu em Lisboa, mas ainda criança mudou-se para Viseu.

A sua formação académica sempre se orientou para o mundo das Artes e, em 2004, licenciou-se em Design de Interiores pelo Instituto de Artes Visuais Design e Marketing, em Lisboa, e pela Facoltá Di Architettura do Politécnico Di Milano, em Milão.

Em 2006, foi vencedora do concurso do Teatro Regional da Serra do Montemuro para o cartaz do Festival Altitudes e do concurso resultante da parceria entre a Ceranor e a revista Casa Cláudia, para padrões de revestimentos, que lhe valeu a presença na Exponor nesse ano, no Porto, com peças da sua autoria.

Teve destaque no sítio da Vogue Portugal como uma das cinco melhores propostas para a t-shirt do evento Fashion’s Night Out 2011 e, em parceria com a Fnac de Viseu, criou e produziu bolsas com lonas de publicidade do estabelecimento, para a primeira fase do projeto Fnac Eco Útil.

Foi presenteada com uma menção honrosa no Festival de Curtas Metragens de Viseu - Vistacurta’11, com a curta O desaparecimento do Sr. Constâncio.

No final de 2011, foi uma das artistas convidadas a participar na exposição colectiva Arte em Espaço Público - XU.GO, inserida no Ano Internacional Viseense 2011, onde apresentou uma instalação interactiva intitulada “Eu sou João Torto”, que esteve em exibição no Teatro Viriato, instalação que rumou em 2012 para o Teatro Nacional D.Maria II, a convite da Magnólia Associação, onde esteve de 8 de Março a 1 de Abril desse ano.

De 17 a 22 de Julho de 2012 esteve presente no evento anual “Jardins Efémeros”, com a instalação Resiliências na Funerária D.Duarte, sita na Praça homónima, em Viseu.

A 18 de Agosto de 2012 participou na Exposição Andante, projecto comum à Amarelo Silvestre e Projecto Património / Empório juntamente com outros artistas, com duas peças inspiradas na obra de Fernando Lemos.

Em Setembro de 2012, vence o concurso fotográfico “Feira de S.Mateus”, na modalidade a preto e branco.

Venceu na categoria de melhor curta metragem experimental, no Festival Vistacurta’13, com Nada[anda].

Fez parte do grupo vencedor Paramonte, no 48h Shortmedia – Concurso de curtas metragens que aconteceu em Julho de 2013, com a curta metragem A Corda, onde participou como argumentista e actriz.

Em Outubro de 2013, vence a 5ª Maratona Fotográfica Fnac Viseu.

Em Julho de 2014, A Corda vence uma menção honrosa no Festival Vistacurta’14.

Tem trabalhado no design de peças para várias entidades, assim como em ilustração.

ola@anaseiadematos.com

+351 934 672 639